Atualizado:
26/03/2015

  

Home LNA


 
Home NSO/NTAC

Instruções e Formulários de Propostas do SOAR

Informações úteis
para elaboração
do pedido de tempo

Projetos de
longo prazo

SOAR - Chamada para envio de propostas de observação
SEMESTRE 2015B (01/08/15 - 31/01/16)

Data limite: 15 de abril de 2015 às 23h59min de Brasília

A Comissão Brasileira de Programas do SOAR (CBP/SOAR) informa à Comunidade que está aberta a chamada para submissão de propostas no Telescópio SOAR - semestre 2015B. O prazo para envio das propostas é o 15 de abril de 2015 às 23h59min de Brasília. O formulário para a elaboração dos pedidos e as instruções para seu preenchimento estarão disponíveis a partir do 23 de março no link localizado na barra à esquerda desta página (Instruções e Formulários de Propostas do SOAR).

As observações só poderão ser solicitadas no modo clássico/remoto, exceto para o SAM, cujas observações podem também ser programadas em modo fila.

A previsão é de que 85% do TEMPO DISPONÍVEL seja dedicado a observações de ciência, o que equivale a 47 noites para o Brasil. Para 2015B, até um máximo de 70 horas (~oito noites) poderão ser distribuídas em projetos de longo prazo (LP). Essa modalidade tem como objetivo garantir tempo de observação a programas científicos que se estendam além de dois semestres consecutivos e que visem contribuir significativamente a uma questão científica de interesse geral. O status de LP poderá ser concedido a propostas que o solicitem e cumpram os dois principais requisitos: (i) o resultado científico não pode ser alcançado sem a alocação do tempo total solicitado; (ii) a duração total do projeto é maior que dois e menor que seis semestres. Informações adicionais sobre as regras gerais que se aplicam a este tipo de projetos podem ser consultadas aqui ou no link localizado na barra da esquerda (Projetos de Longo Prazo).

Cinco instrumentos serão oferecidos durante 2015B: o imageador óptico do SOAR SOI; o espectrógrafo e imageador infravermelho OSIRIS; o espectrógrafo e imageador óptico Goodman, incluindo o modo de espectroscopia multi-objeto (MOS)*; o imageador infravermelho Spartan e o Módulo de óptica adaptativa do SOAR, SAM. A Tabela abaixo lista os diferentes instrumentos e as configurações possíveis já confirmadas.

Existe a possibilidade de troca de até três noites com lua cinza ou cheia com o Telescópio Balnco do CTIO. Os instrumentos disponíveis nesse telescópio são a DECam (Dark Energy Camera) e o Espectrógrago COSMOS (COSMOS Spectrograph). Informações sobre esses instrumentos devem ser buscados na página do CTIO. Alertamos que a aprovação do tempo no Blanco pela CBP/SOAR não agarante a alocação efetiva das noites, que depende da demanda comum entre as partes. 

É também possível solicitar tempo na câmera speckle, um instrumento de uso restrito (PI: Andrei Tokovinin), capaz de atingir resolução espacial no limite de difração do Telescópio (0.025" na banda V) em estrelas binárias e/ou múltiplas mais brilhantes que V<12 com o intuito de medir sua posição relativa com alta precisão. Perguntas relativas à câmera speckle devem ser direcionadas a Andrei (atokovinin@ctio.noao.edu). Detalhes técnicos podem também ser consultados no enlace acima. Interessados nesse instrumento devem selecionar "SAM" no formulário e explicar que a câmera speckle será utilizada em lugar do CCD.

Alertamos aos usuários que projetos que necessitam de qualidade de imagem menor que 0.8 arcsec e noites fotométricas devem apresentar um PROJETO BACKUP que faça uso de condições atmosféricas menos restritivas. Além disso, A CBP/SOAR enfatiza que a inclusão da descrição dos resultados obtidos ou problemas encontrados com dados de propostas prévias auxilia a correta avaliação das propostas.

* Recomendamos aos potenciais usuários do modo MOS consultar o documento que foi disponibilizado para a elaboração de propostas de observação. Informações adicionais podem também ser solicitadas no endereço soar.suporte@lna.br. Alertamos que observações no modo MOS precisam de pré-imageamento para confecção da máscara e tempo hábil para tal. O tempo mínimo para essa operação é de 1 mês. Assim, alvos que só podem ser observados em fevereiro (semestre A) ou agosto (semestre B) não são bons candidatos para incluir na proposta.



Tabela 1. Instrumentos e configurações disponíveis para 2015B.

[1] As resoluções espectrais e comprimentos das fendas para OSIRIS correspondem aos modos de dispersão cruzada (XD) e alta resolução, respectivamente. No modo XD são obtidos espectros com R=1000 em J, H e K, simultaneamente.

[2] As resoluções listadas correspondem às máximas atingidas com as redes de 400, 600, 930, 1200, and 2100 l/mm usando a fenda mais estreita (0.46") em 5500Å. O modo de imageamento também está disponível. O instrumento tem seu próprio conjunto de filtros U, B, V e R mas é também possível instalar qualquer um dos filtros 4×4 do SOI. No modo multi-objeto (MOS), o campo de visão é de 3 x 5 minutos de arco. Maiores informações sobre esse modo podem ser consultadas aqui.

[3] Atualmente, dois dos quatro detectores da câmera (d1 e d2) não estão funcionando por causa do rompimento dos cabos de leitura correspondentes. O conserto está programado para ser realizado em 2015A. A previsão é que em 2015B os quatro detectores estejam em operação. Aconselha-se utilizar a Spartan em relação a OSIRIS no modo de imagem no IV.

[4] Filtros BVRI e H_alpha assim como filtros do SOI e do CTIO podem ser instalados.


Atenciosamente,

Secretaria da Comissão de Programas do SOAR,

Claudia Vilega Rodrigues
Presidente da Comissão de Programas do SOAR.