Poluição luminosa


Início
Entendendo a Poluição Luminosa
Como evitar? Avaliação da PL Referências Notícias



Para saber mais sobre Poluição Luminosa

Existem várias referências  para pesquisar e aprender mais sobre a poluição luminosa, seus efeitos nocivos  e como evitá-la. Listamos algumas aqui:

  • O servidor do MCTI/LNA, Saulo Gargaglioni, defendeu uma dissertação de mestrado na Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) discutindo legislações de controle da Poluição Luminosa. O texto completo pode ser encontrado aqui. Essa pesquisa tem sido a base para todas as ações do LNA no sentido de conter  o avanço da PL nos arredores do Observatório do Pico dos Dias (Brazópolis, MG) e o texto é de fácil acesso;
  • Poluição luminosa e a necessidade de uma legistação - artigo de Saulo Gargaglioni na revista ComCiência;
  • A página de Roberto Silvestre possui muitas informações sobre PL e seu engajamento na luta pelo controle da iluminação artificial;
  • A página do astrofotógrafo José Carlos Diniz traz soluções simples e de baixo custo para corrigir o direcionamento da luz em luminárias originalmente inadequadas e poluentes;
  • A principal referência mundial no assunto é a organização não-governamental IDA (International Dark Sky Association). Não se intimide por estar em inglês e explore todas as imagens, materiais e informações;
  • Luz Poluidora - artigo publicado no portal infantil Meu Planetinha;


Imagem do portal Meu Planetinha



"O direito a um céu noturno não contaminado que permita desfrutar da contemplação do
firmamento deve ser considerado como um direito inalienável da Humanidade, equiparável ao
restante dos direitos ambientais, sociais e culturais, devido ao impacto no desenvolvimento de todos
os povos e sua repercusão na conservação da diversidade biológica."



"Os locais privilegiados para a observação astronômica constituem um bem escasso no planeta e
sua conservação representa um esforço mínimo em comparação com os benefícios que surgem do
conhecimento e do desenvolvimento científico e tecnológico. A proteção da qualidade dos céus
nestes locais tão singulares deverá constituir uma prioridade nas políticas de preservação do meio
ambiente e científicas de caráter regional, nacional e internacional. Medidas e disposições extremas
devem ser feitas de modo a permitir a proteção destes locais dos efeitos nocivos da poluição
luminosa, radio-elétrica e atmosférica."


Artigos primeiro e oitavo da Declaração de La Palma.






Última atualização: 29/07/2012