next up previous
Next: O Projeto SOAR Up: rel-gestao-2001 Previous: O Observatório do Pico

Subsections



O Projeto Gemini

O Projeto Gemini reúne parceiros dos países Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos e Grãn Bretanha para construir e operar dois telescópios semelhantes de grande porte, com aberturas de 8,1 metros, em sítios de excepcional qualidade em cada hemisfério da Terra. O telescópio Gemini Norte se encontra em Mauna Kea no Havaí, o Gemini Sul em Cerro Pachón, Chile. A participação do Brasil é de 2.2%.

O LNA age como secretaria nacional, gerenciando a participação brasileira no projeto. A operação dos telescópios é executada por uma equipe internacional, supervisionada e assesorada por varios comitês compostos por representantes dos países parceiros. Neste sentido, o LNA somente tem um controle indireto sobre o desempenho dos telescópios.

Tabela 4 contem uma estatística sobre a demanda de tempo das telescópio pela comunidade brasileira e as observações efetivamente realizadas.


Tabela 4: Demanda e uso de tempo nos telescópios Gemini

Telescópe Semester Projetos brasileiros
    submetidos aprovados na fila executados
Gemini Norte 2001-A 8 7 6 0
  2001-B 8 7 5 1*
Gemini Sul 2001-A - - - -
  2001-B 3 3 3 2*
* informações disponíveis até 11/02/2002; sujeito a alterações.


Gemini Norte

O telescópio Gemini Norte estava operacional durante todo o ano 2001, embora a maior parte do tempo foi reservado para trabalhos de engenharia (visando a testar e integrar sub-sistemas do telescópio, otimizando processos operacionais, etc.) e comissionamento de instrumentos. O restante foi utilizado para observações científicas. Foram disponibilizados os seguintes instrumentos em conjunto com o telescópio:

Por motivos operacionais a comunidade brasileira optou por utilizar somente os instrumentos NIRI e GMOS.

Gemini Sul

Embora a dedicação oficial do telescópio Gemini Sul somente aconteceu em janeiro de 2002, uma fração do tempo disponível no semestre 2001-B (01/08/2001 - 31/01/2002) já foi utilizada para observações científicas. Os seguintes instrumentos foram disponíveis:

Julgado problemas e sucesso do Projeto Gemini em 2001 observa-se que o número de projetos realizados ainda é pequeno devido as seguintes circunstâncias:

  1. A maior parte do tempo está reservada para engenharia e comissionamento de novos instrumentos. Somente ao longo dos próximos anos a fração de tempo para observações científicas aumentará gradualmente.
  2. O instrumento NIRI apresentou sérios problemas que tornaram necessário o completo redesenho de um módulo do instrumento. Desta forma os pesquisadores brasileiros não obtiveram nenhuma observação no Gemini Norte no semestre 2001-A.
  3. O instrumento Flamingos-I também apresentou problemas de forma que não foi possível obter observações espectroscópicas. O instrumento retornou para a equipe construtora para concerto.

O ano 2001 viu a primeira publicação de um trabalho brasileiro usando dados obtidos com o Gemini numa revista indexada. Outras publicações estão em preparação.


next up previous
Next: O Projeto SOAR Up: rel-gestao-2001 Previous: O Observatório do Pico

Albert Bruch 2002-04-23